top of page

SONO BOM, o que isso tem a ver com o Transtorno Bipolar?



Saber sobre sono e padrões de sono quando se tem transtorno bipolar é muito importante. Padrões de sono anormais, como dormir 12 a 14 horas seguidas ou ficar acordado à noite toda, dormir poucas horas, variações no horário de dormir a de acordar podem ter um impacto significativo na vida de quem tem transtorno bipolar ou que tem predisposição genética. Por outro lado o transtorno bipolar, por sua vez impacta diretamente a qualidade do sono.


Sim, é complexo. Então a melhor forma se cuidar e prevenir é mantendo a regularidade e a qualidade do sono.


SONO E MANIA/HIPOMANIA


Nos episódios de Mania e hipomania um dos sintomas é a redução da necessidade de sono, mas uma noite mal dormida, irregularidade nos horários de dormir e acordar podem precipitar os episódios também. Estudos descobriram que 25 a 65 por cento das pessoas com transtorno bipolar que tiveram um episódio maníaco/hipomaníaco experimentaram interrupção do ritmo do sono, ou seja o ciclo sono/vigília, antes do episódio. Essas interrupções podem ser coisas simples como ficar acordado para assistir um filme, série, um bate-papo online, uma festa ou coisas graves como uma doença grave ou morte de alguém importante. Nos episódios depressivos pode ocorrer uma hipersonia ou insônia durante quase todos os dias. Por razões ainda não explicadas pela ciência as pessoas com transtorno bipolar parecem ter mecanismos do relógio interno mais sensíveis.


POR QUE O SONO É IMPORTANTE PARA QUEM TEM TRANSTORNO BIPOLAR ?


1) Distúrbios do sono prejudicam a qualidade de vida


Mesmo na ausência de um transtorno bipolar, a má qualidade do sono tem impacto na vida psicológica, social, profissional e na saúde física. Um sono ruim tem também impacto no humor, motivação e no funcionamento cognitivo, que podem trazer consequências negativas particularmente relevantes para o agravamento do transtorno bipolar.


2) Distúrbio de sono contribui para a recaída


As alterações do sono podem ser sinais de alerta para inícios de episódios. A privação do sono está estritamente relacionada com precipitação de episódios maníacos e hipomaníacos.


3) O sono é fundamental para a regulação do afeto


A perda de sono intensifica as emoções negativas diante de um evento que gera frustração, e também, após um evento de conquista, diminuiu as emoções positivas.


4) O sono é importante para o funcionamento cognitivo


A privação do sono tem efeito claro no processamento cognitivo, psicomotor e memória de trabalho o que pode comprometer a funcionalidade ocupacional dos indivíduos.


5) A Privação de sono contribui para impulsividade e comportamentos de riscos


A impulsividade é definida como a predisposição a uma ação rápida e não planejada sem levar em conta as consequências. A impulsividade tem sido associada a desfechos adversos graves, como o comportamento suicida. A privação do sono é um fator importante para comportamentos de risco incluindo a suicidalidade.



COMO LIDAR COM O RÍTMO DO SEU SONO?


Como há uma relação intrínseca do sono com o transtorno bipolar é imprescindível que seja tratado. Tanto os distúrbios do sono devido ao transtorno bipolar, quanto os distúrbios do sono que podem piorar o transtorno bipolar. Além do tratamento farmacológico uma boa higiene do sono é fundamental para a sua regulação.


Observe abaixo o que você precisa levar para a vida sobre rotina de sono:


1) Vá para a cama e levante-se à mesma hora todos os dias;


 2) Evite cochilos, especialmente cochilos no final da tarde. Se você precisar tirar uma soneca, tente limitar seu descanso a cerca de uma hora no máximo;


3) Evite atividades que não estejam relacionadas ao bem-estar do sono no local de dormir


 4) Evite refeições pesadas algumas horas antes de se deitar;


 5) Se você não consegue dormir depois de um certo tempo (por exemplo, 15 minutos), saia da cama e faça alguma coisa que possa relaxar;


 6) Sempre acorde no mesmo horário manhã seguinte, mesmo que você tenha menos de sete horas de sono;


 7) Deixe seu ambiente sem iluminação e evite luzes de aparelhos tecnológicos algumas horas antes de ir para a cama;


 8) Se você está com hipersonia (dormindo demais), é aconselhável que você vá reduzindo gradualmente a quantidade de tempo que passa dormindo usando um despertador.


A FAMILIA PODE AJUDAR


É importante que a família saiba sobre a vulnerabilidade ante às mudanças na rotina do sono. Um familiar bem intencionado pode dizer: “Sei que a festa vai durar a noite toda, mas não podemos fazer isso só desta vez? Sim, poderia, mas uma consequência poderia ser desastrosa, empurrar uma pessoa com transtorno bipolar direto para um episódio maníaco/hipomaníaco.


É importante também que a família aprenda sobre a doença e fique atento aos sinais do início de um episódio depressivo ou maníaco/hipomaníaco para ajudar seu ente querido antes que se precipite uma crise completa. A mudança nos padrões de sono são sinais importantes que antecedem as crises, fique atento para auxiliar o seu ente querido na prevenção das crises.


CUIDE BEM DE VOCÊ

Busque ajuda se precisar aqui


Lucinê Costa e Silva - Psicóloga - CRP04/22624



49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page