Estresse

O estresse é a maneira do corpo responder a qualquer tipo de necessidade ou ameaça. Quando você percebe um perigo, seja real ou imaginário, as defesas do corpo entram em funcionamento em um processo rápido e automático, conhecido como reação de "luta ou fuga" ou "resposta ao estresse".

A resposta ao estresse é uma reação de proteção, em situações de emergência, por exemplo, o estresse pode salvar a vida, dando força extra para reagir e se defender ao pisar no freio para evitar um acidente de carro ou manter a concentração e foco quando realiza uma atividade.

Sendo assim, estresse nem sempre é ruim. É necessário e funciona como um mecanismo normal do organismo para se proteger e estimular a buscar melhores resultados. Mas, se o organismo fica em estado de alerta o tempo todo o nosso corpo e mente pagam um alto preço. Se você se sente frequentemente cansado e sobrecarregado, é hora de tomar medidas para recuperar o equilíbrio. Se estas medidas não forem tomadas, pode resultar em quadro crônico de estresse o que pode ocasionar prejuízos para saúde física e mental, comprometendo a produtividade, os relacionamentos e a qualidade de vida.

 

Devido ao dano generalizado que o estresse pode causar, é importante conhecer o próprio limite.  Algumas pessoas parecem capazes de lidar melhor com as dificuldades da vida enquanto outras tendem a se abalar diante de pequenos obstáculos ou frustrações. Algumas pessoas podem até utilizar das dificuldades para se proporem novas formas de viver.

Quando o estresse se torna excessivo algumas alterações podem ser observadas, como por exemplo:

  • Problemas de memória e concentração;

  • Pessimismo;

  • Preocupação excessiva;

  • Ansiedade;

  • Irritabilidade;

  • Fadiga;

  • Solidão e isolamento;

  • Dores de cabeça;

  • Constipação ou diarreia;

  • Náuseas e tontura;

  • Ritmo cardíaco acelerado;

  • Perda do desejo sexual;

  • Gripes frequentes;

  • Dificuldades com o sono;

  • Alterações na alimentação;

  • Negligencia de responsabilidades ou procrastinação;

  • Tensão muscular.

 

É importante observar e avaliar constantemente a vida para identificar os estressores para saber lidar com eles. Existem muitos programas que ensinam técnicas de gerenciamento do estresse para evitar agravamento dos sintomas desencadeados pelo estresse excessivo. Buscar estas estratégias é fundamental para o desenvolvimento da resiliência, pois existem vários estressores que não podem ser eliminados, então é necessário aprender a lidar com eles sem deixar que afetem a saúde.

Aqui, você encontra um programa que te ajuda e ensina técnicas de gerenciamento de estresse.

Lucinê Costa e Silva

Psicóloga CRP04/22623