top of page

TRANSTORNO BIPOLAR TEM CURA?



TRANSTORNO BIPOLAR TEM CURA?

Infelizmente, o transtorno bipolar não tem cura mas, com tratamento adequado os sintomas podem ser controlados e a pessoa pode alcançar a estabilidade e ter uma vida funcional.

O transtorno bipolar é uma doença do cérebro que pode causar fortes mudanças no humor, na energia e nos impulsos. Alguém com transtorno bipolar pode experimentar oscilações "altos" e" baixos" nessas áreas, conhecidos como mania/hopomania e depressão. Não está relacionado aos "altos" e "baixos" que passamos no dia a dia. São situações mais graves que comprometem a vida da pessoa.

O tratamento adequado envolve, medicamentos, psicoterapia e mudança no estilo de vida. Às vezes alcançar a estabilidade pode demorar um pouco, devido o ajuste da medicação, adesão ao tratamento e a mudança do estilo de vida, mas com persistência, e cooperação no tratamento é possível.

QUAIS SÃO OS TRATAMENTOS PARA O TRANSTORNO BIPOLAR

MEDICAMENTOS:

Existe algumas classes de medicamentos que são utilizados para o tratamento do transtorno bipolar:

Estabilizadores de humor: são os mais comuns para o tratamento do TB. São eficazes na prevenção e gerenciamento dos episódios. O lítio é o mais comum, embora seja eficaz é necessário o monitoramento dos níveis sanguíneos, e outras funções como rins e tireoide.

Anticonvulsivantes: algumas medicações anticonvulsivantes também possuem propriedades estabilizadoras de humor, como o ácido valpróico, lamotrigina os mais comuns.

Antidepressivos: podem ajudar nos episódios depressivos, mas precisam ser usados em combinação com os estabilizadores de humor, ou serem evitados, pois podem potencializar e desencadear episódios maníacos/hipomaníacos.

Antipsicóticos: São utilizados para controlar os sintomas de mania, depressão e sintomas psicóticos como alucinações e delírios que podem ocorrer em situações mais graves de mania.


PSICOTERAPIA

A psicoterapia é imprescindível para o tratamento do TRASNTORNO BIPOLAR, é realizada por um psicólogo, de preferência que trabalha com a a Terapia Cognitivo Comportamental . O que é trabalhado na Psicoterapia?

  • Psicoeducação sobre a doença;

  • Rastreamento de humor para promover rotinas diárias consistentes;

  • Ajudar na regulação sono/vigília e os ritmos circadianos;

  • Identifica e trabalha a resolução de problemas pessoais ou de áreas problemáticas da vida como relacionamentos, profissionais, acadêmicas, familiares.

  • Trabalhar a perda do “eu saudável” e a aceitação da doença, bem como o apoio ao processo de estabilização.

  • Identificar e modificar a ligação entre pensamentos e comportamentos desadaptativos e os sintomas bipolares;

  • Aprendizado de estratégias para detectar e prevenir episódios de depressão, mania/hipomania.

  • Flexibilização de crenças disfuncionais sobre situações da vida.

  • Identificação dos estressores que podem anteceder as crises e estratégias eficazes de enfrentamento.

  • Apoio e estratégias para a mudança e adaptação ao novo estilo de vida.

  • Acolhimento e psicoeducação da família sobre a doença e conscientização da importância da sua participação e colaboração no processo de tratamento.

  • Habilidades de regulação emocional.

  • Técnicas para desenvolver habilidades de controle dos impulsos.

  • Habilidades de tomada de decisão.


NEUROTERAPÊUTICA

Alguns pacientes podem não responder adequadamente às medicações, uma saída são as intervenções neuroterapêuticas que são realizadas através de aparelhos que estimulam circuitos cerebrais, são eles os mais usados:

Terapia eletroconvulsiva (ECT): A ECT é um procedimento no qual uma pequena quantidade de eletricidade é administrada ao cérebro sob anestesia. Isso causa uma convulsão breve e controlada. As sessões de ECT são eficazes para episódios depressivos ou maníacos resistentes ao tratamento convencional. Não se assustem, é um tratamento seguro e recomendado nesses casos .

Estimulação magnética transcraniana: É um procedimento em que campos magnéticos são administrados a certas áreas do cérebro e podem ser potencialmente úteis para certos sintomas de humor.

Terapia de luz : Às vezes, pessoas com transtornos de humor, apresentam um padrão sazonal em seus sintomas, geralmente com sintomas depressivos que pioram nos meses mais curtos de inverno. A terapia com luz brilhante pode ser útil na depressão sazonal do transtorno bipolar.

GRUPOS DE APOIO

Participar de grupos de apoio ou outras comunidades de saúde mental que estão relacionadas ao transtorno bipolar pode ajudar os membros através do apoio mútuo e na compreensão de como viver com transtorno bipolar. É importante estar perto de pessoas que sabem como é, para que você possa se sentir compreendido. Muitas vezes é difícil explicar como é ter um transtorno bipolar para alguém que não entende.


BOAS ESTRATÉGIAS PARA VIVER COM O TRANSTORNO BIPOLAR

  • Tome a medicação conforme prescrito: É importante seguir as instruções do seu médico e tomar a medicação regularmente conforme prescrito. Não pare de tomá-lo, mesmo que se sinta bem. Esteja sempre em contato com seu médico e o mantenha informado sobre os sintomas e sobre efeitos colaterais das medicações, ele te dará segurança sobre a prescrição e fará a troca se for necessário.


  • Seja rigoroso com a regularidade do seu sono: a falta de sono ou hábitos irregulares de sono podem agravar os sintomas do transtorno bipolar e desencadear crises. Mantenha um horário regular de sono e durma adequadamente todos os dias.

  • Mantenha relacionamentos saudáveis: ter relacionamentos saudáveis ​​pode ser desafiador. O estresse no relacionamento, principalmente com aqueles com quem você está intimamente envolvido, pode ser desestabilizador para sua doença. A psicoterapia pode ajudá-lo a lidar com essas questões para a manutenção ou a busca por relacionamentos saudáveis.

  • Diga aos seus entes queridos como eles podem apoiá-lo: Além de oferecer apoio emocional, você também pode pedir aos seus entes queridos outras formas de ajuda. Por exemplo, se você sentir que está chegando um episódio maníaco, pode pedir a um amigo ou familiar de confiança para monitorar seus gastos, ou outras alterações no impulso como sexo, uso de substâncias, trabalho. Se você sentir que um episódio depressivo está chegando, pode pedir que eles o verifiquem regularmente e te estimulem a fazer coisas que possam proteger da crise.

  • Encontre saídas produtivas para sua energia e emoções: você provavelmente terá quantidades ilimitadas de energia durante um episódio maníaco/ hipomaníaco. Encontre saídas produtivas para as quais você possa canalizar essa energia, como projetos de trabalho ou hobbies de que goste. O exercício também pode ser uma maneira útil de usar um pouco de sua energia e pode ter seus próprios benefícios para o humor, claro que sempre orientado pelo seu médico. Durante um episódio depressivo, atividades criativas como música, arte ou artesanato podem ajudá-lo a expressar suas emoções.

  • Experimente a meditação: Os exercícios de meditação e atenção plena podem ajudá-lo a controlar uma variedade de sentimentos que você pode experimentar como parte de sua doença, como tristeza, culpa e desamparo.

  • Evite substâncias químicas: O álcool, tabaco e drogas podem interferir na medicação e desencadear episódios de humor, por isso é importante parar de usá-las e focar no tratamento.


O melhor caminho após ser diagnosticado com transtorno bipolar é aprender a cuidar bem de você, assumir a responsabilidade pelo seu tratamento. É difícil saber que não há cura, mas entender que, com o tratamento é possível uma vida satisfatória, é um valor enorme que agrega para a sua vida.

CUIDE BEM DE VOCÊ

Busque ajuda com profissional especializado aqui

Lucinê Costa e Silva - Psicóloga - CRP04/2262



31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page