• Lucinê Costa e Silva

Cuidando da saúde mental durante o surto do Coronavírus

Atualizado: Mai 23




Sentimentos de ansiedade, incerteza, angústia e insegurança são completamente normais em momentos como este. Segue aqui algumas orientações dadas pela OMS para preservar o seu bem-estar psicológico:


LEMBRE – Muitos especialistas em todo o mundo estão trabalhando duro para desenvolver uma vacina para tratar as pessoas afetadas o mais rápido possível. Não acredite em informações que ainda não foram comprovadas.


EQUILÍBRIO – encontre um equilíbrio saudável em relação às informações da mídia. É importante manter-se informado, mas faça isso uma a duas vezes ao dia através de fontes confiáveis. Ser exposto a grandes volumes de informações pode aumentar os sentimentos de ansiedade e de angustia.


CALMA: o pânico generalizado pode complicar os esforços que estão sendo feitos pelas autoridades. Faça o possível para manter a calma seguindo os conselhos oficiais, principalmente os hábitos de higiene e o distanciamento social.


SENTIMENTOS: Preste atenção aos seus sentimentos para que você possa gerenciá-los de maneira adequada. Se necessário conecte-se com um profissional de saúde e converse com seus familiares e amigos.


SEM PRECONCEITO: Qualquer pessoa pode contrair o Coronavírus, lembre-se que aquelas que estiverem doentes não fizeram nada de errado.


DISTANCIAMENTO SOCIAL – Evitar contatos físicos e aglomerações é um comportamento de empatia e de responsabilidade para evitar a propagação do vírus. Se distanciar, não é se isolar e não é desprezo, você estará contribuindo para barrar o vírus e protegendo seus familiares e amigos.


CONECTE: Fique conectado com amigos e familiares, por e-mail, mídias sociais, videoconferência ou telefone. Use a tecnologia para manter o bem-estar psicológico.


ROTINA: Para evitar o tédio nos dias de distanciamento social estabeleça uma rotina lembrando-se de colocar atividades relaxantes e prazerosas. A rotina traz uma sensação de normalidade e produz segurança.


ENVOLVA-SE: Com atividades saudáveis e relaxantes no período de distanciamento social. Se esforce para manter a atividade física mesmo em casa. Cuide do seu sono e da sua alimentação. Aproveite para fazer aquela atividade que você nunca encontra tempo para fazer.


CRIANÇAS: fale de maneira clara e honesta respeitando a faixa etária. Evite causar alarmes e excesso de informações, responda todas as perguntas para que elas sintam seguras e que é normal se sentirem preocupados. Ajude-as a expressarem seus sentimentos de forma positiva através de brincadeiras, jogos e desenhos.


IDOSOS: ofereça apoio prático e emocional aos idosos, sempre prestando atenção às regras de proteção. O distanciamento social pode aumentar os riscos de problemas mentais.


SE VOCÊ já tem um problema de saúde mental: Mantenha contato com seu profissional de referência para receber orientações e busque apoio de amigos e familiares.


Acesse: Atendimento online Psicoclique


Lucinê Costa e Silva

Psicóloga

CRP04/22623

0 visualização